Notícias

RESGATE DE APRENDIZAGEM INICIA NA REDE CALÁBRIA

Equipe Rede Calábria e Instituto Jama

 

A pandemia trouxe uma série de desafios para a educação. O principal é a defasagem no aprendizado de todos os níveis escolares. Pesquisas atuais informam que o índice de crianças não alfabetizadas, em idade entre 6-7 anos, chega a 66%. (Fonte: Todos Pela Educação).

Este contexto de dificuldade já era esperado e, hoje a sociedade como um todo, está sentindo na pele esses problemas. As iniciativas para amenizar e reverter essa realidade são urgentes e demandam uma força-tarefa conjunta de organizações, famílias e escolas, com ações dos setores públicos e privados.

Na última semana, o Instituto Jama, teve a oportunidade de conhecer in-loco, uma das suas apostas para avançar neste processo de resgate de aprendizagem. Fomos até a unidade Cipriani da Rede Calábria, localizada no bairro Restinga em Porto Alegre, que atende cerca de 720 alunos. Neste local está sendo ofertado, desde o início do mês de fevereiro, o projeto piloto CAMPE'S (Centros de Apoio, Mediação Pedagógica e Escolar) em parceria com o Instituto Jama.

A proposta do projeto foi pensada para que cada aluno tenha seu acompanhamento feito de forma individual e, assim, seja possível desenvolver integralmente suas capacidades a partir de um olhar específico para suas dificuldades e fragilidades.

Desta forma, utiliza-se um programa especialmente elaborado para este fim o qual é acessado através da plataforma Google for Education, em salas equipadas com computadores para atender os alunos em 6 a 10 horas semanais, sob supervisão de monitores treinados e de uma equipe de educadores.

Adriana Lanzarini, executiva do Instituto Jama, está otimista com o trabalho e elogiou o método de trabalho que gera um impacto imediato no dia a dia dos alunos ao conectar professores das escolas com a equipe do projeto. Conforme conclui Adriana, “A resposta coletiva que teremos, será, além de tudo, mais uma formação para professores, resultante deste conhecimento posto em prática".

O Instituto Jama acredita que os esforços deste projeto possam ser replicados em outras organizações após a análise final dos dados qualitativos e quantitativos.