Notícias

Letramento em Programação avança na quarentena

Mais professores acompanham as aulas online

 

Com o apoio do Instituto Jama, a Fundação Imed está mantendo durante a quarentena o programa Letramento em Programação, que capacita professores da rede pública do Norte gaúcho para a prática do pensamento computacional. E o mais interessante é que a transição do modelo presencial para o online, imposta pela pandemia da Covid-19, acabou estimulando a participação de docentes nos cursos oferecidos.


De acordo com o Laboratório de Ciência e Inovação para a Educação (InovaEdu), que coordena a formação dos profissionais, registrou-se um aumento na participação de professores entre março, quando as aulas presenciais foram suspensas, e os meses subsequentes - de 80% para 94%.


Os registros do primeiro semestre também indicam uma evolução no uso dos recursos online que saltou de oito professores antes da pandemia para 70 docentes atualmente. A substituição do ensino estritamente presencial pelo híbrido (presencial e romoto) é uma tendência crescente entre os professores, representando também a substituição de metodologias tradicionais conteudistas por metodologias ativas.


O programa Letramento em Programação, implementado pela IMED na região de Passo Fundo, resulta de uma parceria com o Instituto Ayrton Senna apoiada pelo Instituto Jama.