Notícias

Apoiado pelo Instituto Jama, Letramento avança

Relatório mostra avanços do programa

 

Em relatório de impacto divulgado esta semana, a Fundação IMED fez um balanço positivo do programa Letramento em Programação de 2020. Mesmo com as restrições impostas pela pandemia, o programa criado pelo Instituto Ayrton Senna e implementado no Norte do Estado pelo Laboratório de Ciência e Inovação da IMED, com o apoio do Instituto Jama, realizou a formação de 90 educadores da região e alcançou outros 4 mil em todo o Brasil através do seminário online EduConecta21. Além disso – e o mais importante –, possibilitou o contato com a programação e o pensamento computacional a 2.700 estudantes de escolas públicas de 16 municípios.


Uma das grandes realizações do ano passado foi o webinar EduConecta21, pelo qual os professores e gestores educacionais do Letramento passaram informações e trocaram experiências com educadores de todo o Brasil e até do Exterior. Essa iniciativa contribuiu decisivamente para que docentes, muitos deles pouco preparados para o uso da tecnologia no período de restrições a aulas presenciais, pudessem se tornar protagonistas no mundo digital, mantendo-se como mediadores do processo de aprendizagem e desenvolvimento dos estudantes.


Tão bons foram os resultados do Letramento em Programação em 2020 que os coordenadores do programa já anunciaram sua ampliação para este ano, passando de 16 para 20 municípios do Norte do Estado e estendendo-se até a Capital. A expectativa é prestar atendimento a 3.500 estudantes de 100 escolas estaduais e municipais.

(Acesse o relatório)