Notícias

A importância dos espaços verdes

Projeto São Judas Sustentável nas praças públicas

 

Na semana do meio ambiente, enfatizamos a necessidade de conscientização de toda a sociedade sobre a preservação da natureza e do contato direto com os seus elementos. O papel da escola neste processo é fundamental para a educação dos estudantes, das famílias e das comunidades.

Desde 1972, na Conferência de Estocolmo, que a ONU Organização das Nações Unidas instituiu o dia 05 de junho como o Dia Mundial do Meio Ambiente para promover a conscientização sobre os cuidados do meio ambiente. Diversas atividades são promovidas por diferentes segmentos com a intenção de provocar reflexão sobre a nossa relação com a natureza. Esta relação que já deveria ser intensa pois, somos sua parte . Entretanto com a ampliação dos centros urbanos e as questões de segurança, acabamos nos afastando a cada dia, principalmente nas grandes cidades, incluindo Porto Alegre. Muitos prédios e poucas casas, muros e calçamentos, ruas e avenidas, fios aéreos e outdoors são os cenários comuns que convivemos cotidianamente e acabamos diminuindo o contato com a natureza, inclusive o das crianças.

O jornalista e escritor Richard Louv, em suas pesquisas acabou criando o termo Transtorno de Déficit de Natureza, para explicar os impactos negativos que a falta da natureza provoca nas crianças, tanto no que se refere à saúde quanto ao bem-estar das mesmas. Ansiedade e obesidade infantil estão relacionados como sintomas da falta de natureza. O confinamento de crianças em espaços fechados e a consequente diminuição de ofertas de espaços verdes contribui para esta situação.

Hoje já sabemos que o planeta Terra tem recursos finitos mas a humanidade como um todo ainda não tem uma atitude condizente com esta realidade.
O apelo para para uma mudança de cenário e de cultura só vai acontecer com uma educação forte, quando o pertencimento à natureza e a responsabilidade sejam reestabelecidos e passe a se promover uma nova cultura com a valorização do protagonismo social.

Considerando este contexto, a Instituição Educacional São Judas Tadeu criou em 2013 o Projeto São Judas Tadeu Sustentável com o objetivo de promover o conhecimento, a aquisição de valores, experiências e habilidades que possibilitem aos estudantes a compreensão de suas responsabilidades como cidadãos, desenvolvendo aptidões que permitam o agir individual e coletivo na busca pela sustentabilidade.


Com este projeto a Instituição tornou-se referência no tema e é reconhecida em suas práticas e ações, tanto no ensino escolar quanto em programas pedagógicos que incluem também a comunidade externa.
Agradecemos a colaboração da professora de Educação Ambiental, Claudia Rovani, da Instituição Educacional São Judas Tadeu, de Porto Alegre.